Conte-nos uma memória que guarde de Fátima?

Márcia VieiraMárcia Vieira
Peregrinação diocesana jovem, saída da Eucaristia na igreja às duas da manhã com a minha mãe – silêncio e paz no coração!

Ana Sofia VenturaAna Sofia Ventura
Visita do Santo Padre João Paulo II em 1991, um mar de peregrinos… Depois de horas a servir à mesa, numa sala de jantar onde depois de uns se levantarem, se punham mesas para outros, com as pernas já a do

(Esta é apenas uma parte do artigo; o conteúdo integral está acessível a subscritores)

Acesso reservado a subscritores

O conteúdo integral deste artigo é apenas acessível a subscritores.

Se já subscreveu o PRESENTE DIGITAL, deve iniciar sessão (fazer “login”):
Se não é subscritor, pode sê-lo carregando aqui.

One Comment

  1. Olinda Lopes Oliveira

    Sou assinante do “Presente” desde a primeira publialção e gostaria de deixar aqui a minha resposta à pergunta da última edição: “O que espera de um padre?”
    A minha resposta é: que ele não veja o sacerdócio como um emprego mas sim como uma missão que Cristo lhe confiou na terra. Ser padre deve ser um modo de vida e não um meio de vida.
    Sempre ao dispor
    Olinda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *