Ordem Hospitaleira de São João de Deus

Servir Cristo no doente

Ordem-Hospitaleira-São-João-de-Deus-LogoJoão Cidade nasceu em Montemor-o-Novo, em 1495, e distinguiu-se pelo serviço aos pobres e doentes, sobretudo no hospital que fundou em Granada. Pouco conhecido por este nome, é o famoso São João de Deus, canonizado em 1690. Quando morreu, em 1550, os seus discípulos constituíram um instituto religioso, aprovado pelo Papa S. Pio V em 1572.

A vida deste santo português é uma daquelas histórias fantásticas de conversão. Abandonou os pais aos 8 anos de idade e foi pastorear ovelhas para Espanha, tendo experimentado pelo meio a carreira militar. Regressou, mas os pais tinham morrido, pelo que voltou a Granada. Aí ouviu os sermões de São João de Ávila, que o levaram a andar pelas ruas a penitenciar-se pelos seus pecados. Foi dado como louco e viveu anos num hospício. Quando o seu espírito serenou, e após uma visita ao Mosteiro de Guadalupe, fundou um hospital para doenças contagiosas e incuráveis, tendo permanecido ao seu serviço o resto da vida. Hoje é o padroeiro dos hospitais, dos doentes e dos enfermeiros.

(Esta é apenas uma parte do artigo; o conteúdo integral está acessível a subscritores)

Acesso reservado a subscritores

O conteúdo integral deste artigo é apenas acessível a subscritores.

Se já subscreveu o PRESENTE DIGITAL, deve iniciar sessão (fazer “login”):
Se não é subscritor, pode sê-lo carregando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *