Os negócios de Fátima

Não é só de agora o reparo de que em Fátima há gente a aproveitar-se da devoção, abusando nos preços de produtos e serviços e inventando qualquer meio para fazer negócio. O centenário das aparições e a visita do Papa são ocasiões especiais para os oportunistas alimentarem a sua avidez de lucro. É provável que nem todas as notícias replicadas de modo acrítico pelos meios de comunicação social sejam verdadeiras. Em certos casos, não parece ser verificada a credibilidade das fontes.

(Esta é apenas uma parte do artigo; o conteúdo integral está acessível a subscritores)

Acesso reservado a subscritores

O conteúdo integral deste artigo é apenas acessível a subscritores.

Se já subscreveu o PRESENTE DIGITAL, deve iniciar sessão (fazer “login”):
Se não é subscritor, pode sê-lo carregando aqui.
7 Março, 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *