Desafios para o futuro

A celebração do centenário da restauração da Diocese pode exprimir-se em três palavras-chave: memória, identidade e missão. Lembramos com gratidão o passado, colhendo dele lições para o presente. Uma é a tomada de consciência da identidade da Igreja local de Leiria-Fátima: somos uma porção do “povo de Deus” constituída por muitas comunidades, servida por inúmeras pessoas de diferentes carismas e vocações, liderada pelo bispo diocesano, com a missão de testemunhar e comunicar no mundo atual “a alegria do Evangelho” e a mensagem de Fátima. Outra é identificar e corresponder aos desafios do caminho para o futuro. Indico três.

O primeiro é possibilitar a um número cada vez maior de pessoas a experiência pessoal e comunitária da fé cristã, para que ela não se fique pela tradição e herança, mas se torne convicção interior e fonte de dinamismo espiritual que dê sentido e suporte à vida em todas as suas dimensões. A partir daí será possível viver a fé cristã e a espiritualidade mariana que brota de Fátima com “fidelidade criativa”, buscando novas expressões e experiências espirituais.

O segundo é a Diocese, com as suas comunidades e todos os fiéis, virar-se para a missão de testemunho do Evangelho na relação, acolhimento e serviço às pessoas, a todas sem exceção nem discriminação. E, então, estar mais no mundo com iniciativas de âmbito social, cultural, para que a luz de Cristo ilumine e penetre todos os ambientes através de cristãos, grupos e obras.

O terceiro desafio é adaptar-se às circunstâncias atuais e às novas exigências da missão. Para isso, terá que identificar e formar novas e diversificadas vocações e forças apostólicas, discernindo os caminhos a trilhar e ponderando os meios de que dispõe. Em consequência, reorganizar-se e desenvolver a fraternidade nas suas comunidades, para ser mais frutuosa na sua missão.

Como o fizeram os nossos antepassados que amaram e lutaram para serem diocese, assim somos nós chamados a fazê-lo hoje: sermos membros vivos desta Igreja e assumirmos a nossa parte de responsabilidade na sua vida e missão.

23 Janeiro, 2018

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *