Lá, o Senhor acolher-nos-á!

Solenidade da Ascenção

Porquê olhamos para o céu? Porquê nos encanta tanto o céu azul de um dia bom? Porque assim como nos serenam as ondas calmas e o som penetrante do mar tranquilo, assim também o céu infinito nos acalma. E, ainda, porquê chamamos de triste o dia cinzento de um céu carregado de nuvens escuras, grossas e chorosas? Porque como o mar violento e bravio de ondas grandes e imponentes, o céu revolto inspira-nos respeito.  O céu e o mar acalmam e perturbam. É verdade também que olhamos para o céu com esperança; e sonhamos; e descansamos a vista da poluição visual das vitrines e dos écrans. Contudo, para além das imagens, da serenidade ou do seu oposto, que o céu e o mar inspiram, como os apóstolos viram a Ascensão de Jesus, ouviram que um dia Ele há de vir na sua glória» (cf. At 1,11) e confiaram, assim também nós, na tempestade da vida, pomos no Senhor a nossa confiança e encontramos n’Ele a nossa bonança. É-nos tão claro e tão pacificador, como um céu limpo e um mar brando: o Senhor Jesus, ressuscitado dos mortos, subiu aos céus, precedeu-nos na glória como nossa Cabeça, para que para lá nos pudesse chamar e esperar, porque somos membros do seu Corpo. E enquanto caminhamos neste mundo, como quem quer subir ao céu, não estamos sós. O Espírito Santo, que nos faz testemunhas de Jesus, vem sobre nós e capacita-nos com a sua força, como nos diz os Atos dos Apóstolos. Aplaudamos, pois, o Senhor, aclamemo-lo com brados de alegria, porque o Ele está sentado à direita do Pai e um dia voltará para nos dar a plenitude da sua graça, assim nos diz São Paulo. O que nos espera junto do Senhor é a plenitude de Deus que preenche tudo em todos. 

(Esta é apenas uma parte do artigo; o conteúdo integral está acessível a subscritores)

Acesso reservado a subscritores

O conteúdo integral deste artigo é apenas acessível a subscritores.

Se já subscreveu o PRESENTE DIGITAL, deve iniciar sessão (fazer “login”):
Se não é subscritor, pode sê-lo carregando aqui.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *