A concluir o Ano Litúrgico celebramos, no último domingo, a Solenidade de Nosso Senhor Jesus Cristo, Rei do Universo. Mais do que olhar para Jesus como rei a partir do exemplo de outros reis do mundo, do passado e do presente, o desafio é e será sempre olhar os reis…

 

Estamos prestes a terminar o presente ano litúrgico, em que fomos meditando o evangelho de São Marcos. Tal como nos restantes evangelhos sinópticos (Mateus e Lucas), também em Marcos, as últimas palavras de Jesus, antes da paixão, estão agrupadas no chamado “Discurso escatológico”.  O texto que hoje meditamos constitui um…

 

“Nem a panela da farinha se esgotou, nem se esvaziou a almotolia do azeite” (1 Reis 17, 14). Esta frase espelha bem a imagem da abundância. Uma fartura que se estende no tempo e que nos faz desejar que aconteça connosco, que toque a nossa vida. Esta marca tem, claramente,…

 

Não será de estranhar que na nossa sociedade, na qual se percebe de forma muito clara um militante ceticismo perante Deus, alguém questione, inclusive de forma veemente, a Sua identidade. Não será de estranhar que seja negado ou, igualmente angustiante, ignorado por uma grande parte da humanidade. Uma das respostas…

 

O Evangelho deste domingo oferece-nos para meditação o encontro de Jesus com o cego Bartimeu. Jesus está a caminho de Jerusalém. Vem da Galileia, numa viagem não apenas geográfica mas também catequética, pedagógica e simbólica. Pelo caminho vai ensinando aos discípulos, por palavras e por obras, as escolhas que conduzem…

 

Domínio e poder: estas duas expressões traduzem o desejo e as ânsias que frequentemente habitam o coração humano. O texto do Evangelho mostra como os próprios discípulos não estavam livres desse tipo de sentimentos. O pedido que Tiago e João dirigem ao Senhor, assim como a posterior reação dos restantes…

 

«Vê como nós deixámos tudo para Te seguir». A observação, que Pedro faz a Jesus, põe a nu a dificuldade que temos em aceitar que o dom de Deus é sempre maior que o nosso esforço, por muito grande que este seja. A graça não lhe tira o valor, nem…

 

Entre as mais belas páginas da Escritura estão as que se referem à criação do mundo e, em especial, à criação do homem e da mulher, os seres mais próximos de Deus, feitos à Sua imagem e semelhança. O grande poema que descreve a criação do cosmos sublinha que o…

 

A liturgia deste domingo convida-nos a reflectir sobre alguns aspectos estruturantes da fé cristã: a liberdade do Espírito de Deus agir em quem quer e quando quer; a ambição como a raiz de todos os males e o perigo de escandalizar quem tem uma fé débil. O Evangelista Marcos apresenta-nos…

 

No Evangelho deste domingo, Jesus anuncia pela segunda vez a Sua paixão e ressurreição. Depois do diálogo em Cesareia de Filipe, que meditámos na semana passada, Jesus entra numa segunda fase do Seu ministério que o conduzirá à paixão, morte e ressurreição. Caminhando com os Seus discípulos, Ele vai partilhando…

 

“Efatá!”: “Abre-te!” Um grito, um convite que perpassa as leituras deste Domingo. Abre-te, deixa-te tocar por aquilo que acontece, pelo que vês à tua volta. Abre-te à acção de Deus, ao que Ele quer fazer em ti e através de ti. Abre-te aos outros. Sai de ti, não te encerres,…

 

Ao longo dos últimos domingos temos acompanhado o capítulo 6º de S. João, conhecido como o Discurso do Pão da Vida. O Evangelho de hoje remata esse longo discurso, abrindo com uma conclusão surpreendente por parte dos discípulos: «Estas palavras são duras. Quem pode escutá-las?» Acreditar que Jesus é o…

 

O evangelho que meditamos neste domingo é a conclusão do longo discurso de Jesus sobre o Pão da Vida. Para os contemporâneos de Jesus, as Suas palavras não eram facilmente compreensíveis. Por isso mesmo, de acordo com o próprio texto, eles discutiam entre si sobre o seu significado. Para nós,…

 

Elias vive momentos difíceis. Tão difíceis que diz ao Senhor para lhe tirar a vida. Elias prefere morrer a viver. Ninguém lhe vale, está sozinho. Quantas vezes não passamos por momentos destes? Em que nada faz sentido, nada parece valer a pena. Estamos desanimados, desencantados e talvez nos apeteça morrer….

 

Deus compreende o desânimo do ser humano, mesmo que tal sentimento provenha, por vezes, de queixumes injustos que esquecem tantas maravilhas de que beneficiamos. É celebre a página do capítulo 16 do livro do Êxodo, precisamente por manifestar essa ingratidão: esquecidos já de que Deus tirara Israel da escravidão antiga,…

 

A página do evangelho que meditamos neste domingo mostra-nos um panorama de intensa missão. Os discípulos acabam de regressar da sua primeira experiência missionária, mas a multidão continua a ir e a vir. Jesus decide levá-los a descansar mas, ao chegar ao destino, a cena repete-se: à sua espera, de…

 

Amós, na sua profecia, diz-nos que interessa pouco a nossa história, o nosso passado. Que o mais importante é atender ao que o Senhor nos diz. Abrirmo-nos à Sua Palavra e confiar. O passado pode aparecer-nos como uma segurança mas também pode ser a grande tentação, que nos prende e…

 

Não é raro encontrarmos momentos de desmotivação na vida quotidiana; vemo-nos por vezes sozinhos, convictos de que ninguém nos ouve, de que ninguém leva a sério o que dizemos, de que ninguém segue o caminho que entendemos como certo e, até, convictos de que ninguém percebe a nossa presença. Muitos…

 

O Evangelho deste domingo propõe-nos, para nossa reflexão, dois milagres de Jesus, inseridos um no outro. Quando Jesus vai a caminho da casa de Jairo para impor as suas mãos sobre a sua filha doente, uma mulher, discretamente, procura tocar-Lhe para ficar curada da sua doença. Num primeiro nível, olhando…

 

O evangelho deste Domingo, transporta-nos para o mar, mais concretamente para o Lago da Galileia, também conhecido por Mar de Tiberíades. Na tradição bíblica, o mar representa tudo aquilo que o Homem não domina: é o âmbito do inseguro e do instável. O mar simboliza também o reino do mal,…